Neotalent

The responsive people

Como tirar o máximo partido da primeira entrevista para conquistares o teu próximo desafio profissional

5 Maneiras de Cativar um(a) Recruiter

Escrito por Mariana Rovisco, Talent Consultant da Neotalent

Neste artigo, partilhamos 5 dicas para te diferenciares em entrevistas de emprego na área das Tecnologias de Informação. Segue estes passos para garantires o acesso à próxima fase do teu novo desafio profissional.

Na era digital em que vivemos, o recrutamento virtual é cada vez mais comum. A pandemia veio apenas acelerar uma tendência que já se fazia sentir. Este novo formato tem prós e contras (como tudo na vida), mas neste artigo vamos concentrarmos nos principais fatores a teres em conta para arrasares (no bom sentido!) a tua próxima entrevista.

Nós, recruiters, chegamos a entrevistar dezenas de candidatos por mês. Depois de alguns anos a recrutar nesta área, consegui identificar os principais momentos em que os(as) candidatos(as) de maior sucesso se destacaram no processo de recrutamento, e como essa diferenciação acabou por conduzir à sua contratação.

Eis o que podes fazer para cativar o interesse do teu próximo recruiter e distinguir-te dos(as) candidatos(as) concorrentes:

  1. Aprende a resumir o teu percurso profissional
  2. Torna-te consciente da tua atitude
  3. Exercita perguntas e respostas
  4. Faz uma pesquisa prévia
  5. Agenda o follow-up à entrevista

1. Aprende a resumir o teu percurso profissional

Antes da primeira entrevista, é suposto já teres perguntado detalhes sobre a oferta e partilhado o teu CV, dando consentimento para o acesso aos teus dados pessoais.

Mas mais do que saber o que tens no teu CV (e acredita que esta não é uma recomendação descabida), é importante saberes resumir o teu percurso profissional em pouco minutos. Relê a descrição da oferta de emprego para encontrares os requisitos mais relevantes. Depois, identifica as partes da tua experiência que queres destacar, mencionando os momentos e factos mais importantes (o stack tecnológico com que já trabalhaste, competências desenvolvidas em projeto, mentoria de outros membros da equipa, etc.).

2. Torna-te consciente da tua atitude

As entrevistas têm sempre algum stress associado. Cada candidato(a) tem a sua razão e todas elas são válidas.

Trabalha a tua confiança (se necessário, ao espelho). Diz em voz alta as tuas motivações, e avalia se as consegues exprimir de uma forma segura e autoconfiante. Estarmos nervosos é natural, por isso a preparação pode (mesmo) fazer a diferença.

Nota importante: não confundas confiança com arrogância. Se te estamos a entrevistar é porque o teu perfil nos impressionou e porque consideramos que tens potencial para fazer um perfect fit. Uma atitude altiva ou presunçosa durante a entrevista pode diminuir as probabilidades de avançares para uma próxima fase, mesmo com uma forte competência técnica. (Já sabes o que dizem: não há uma segunda oportunidade para causar uma boa impressão.)

3. Exercita perguntas e respostas

Ao longo de uma entrevista, surgem momentos em que o(a) recruiter te coloca questões e outros em que tu próprio(a) podes fazê-lo.

Quando te fizerem perguntas, responde da forma mais clara e objetiva que consigas. Os(as) entrevistadores(as) costumam ficar impressionados com os(as) candidatos(as) que revelam boa capacidade de comunicação e uma atitude entusiástica, especialmente os(as) que demonstrarem ter feito um esforço extra na preparação da entrevista.

Se, nalgum momento, não tiveres uma resposta, sê sincero(a) e admite-o. Nós, recruiters, tendemos a valorizar a atitude genuína e a demonstração de humildade, em detrimento de respostas improvisadas que podem gerar conflitos desnecessários mais adiante no processo.

Queres impressionar? Prepara um conjunto de perguntas para fazeres no final da conversa, ou noutra altura que consideres oportuna. Este é um momento em que podes descobrir a missão da empresa, as oportunidades de desenvolvimento de carreira e de formação, ou até mesmo saber mais sobre os clientes, o ambiente entre colegas, etc.

4. Faz uma pesquisa prévia

Chegar a uma entrevista sem ter a mínima ideia do que a empresa faz e o motivo pelo qual te terá contactado é meio caminho para o falhanço. Uma breve pesquisa no Google, com uma passagem pelo website ou LinkedIn da empresa, pode ser suficiente para demonstrares ao(à) recruiter que estás verdadeiramente interessado(a) na oportunidade disponível.

Se fores um(a) curioso(a) nato(a), podes ir mais além e consultar o perfil profissional da pessoa que te vai entrevistar e conhecer um pouco do seu percurso. Quem sabe não encontras conexões ou interesses em comum para transformar a entrevista numa conversa mais informal?

5. Agenda o follow-up à entrevista

Na área das tecnologias de informação, andamos todos a mil. Mesmo que o(a) recruiter te dê feedback do processo de recrutamento – e deve fazê-lo –, é muito provável que a resposta não seja tão célere quanto pretendes.

Aproveita para te distinguires de outros(as) candidatos(as) e entra tu em contacto com o(a) recruiter. Uma semana depois da primeira entrevista pode ser um bom momento para fazeres um ponto de situação e demonstrares que continuas interessado(a) na oferta. Um simples lembrete na tua agenda… e podes conseguir manter-te no top of mind do(a) entrevistador(a) e garantir o teu lugar na próxima fase do processo.

Desse lado, espero que possas ter uma melhor experiência em processos de recrutamento a partir de agora. Se estiveres a considerar uma mudança, podes sempre entrar em contacto comigo para saber se temos a oportunidade que procuras!

recrutamentoempregos TIMudança de carreira


2021-05-04

Mariana Rovisco

Talent Consultant

Algarvia, extrovertida, apaixonada por animais de 4 patas e fã de super heróis. Trabalho há seis anos em Talent Acquisition e o meu intuito é sempre procurar o melhor talento tecnológico e combiná-lo com a melhor oportunidade possível.

  • recrutamento
    empregos TI

    6 Tendências de Recrutamento para 2021

  • recrutamento
    empregos TI
    Mudança de carreira

    5 Dicas Para Mudar de Carreira

  • recrutamento
    Inovação
    Gestão de Talento

    Pode a Inovação Salvar o Futuro da Gestão de Talento...

  • recrutamento
    empregos TI
    Mudança de carreira

    5 Maneiras de Cativar um(a) Recruiter

  • empregos TI
    Gestão de Talento

    Como Gerir o Talento no Pós-pandemia

  • Gestão de carreira
    Mudança

    O Papel da Adaptabilidade na Vida Profissional